Tag Archives: Special one

Adeptos do Chelsea cantam por Mourinho, na primeira vitória pós André Villas-Boas

Depois da saída de André Villas-Boas do Chelsea, os blues voltaram aos triunfos vencendo o Birmingham por 2-0, alcançando o apuramento para os quartos de final da Taça de Inglaterra.

Di Matteo é o treinador que está neste momento a orientar o Chelsea. Um dos golos foi marcado pelo português Raúl Meireles.

Durante o jogo os adeptos do Chelsea nem se lembraram de Di Mateo, mas sim do inesquecível José Mourinho. Os fãs dos blues preferiram entoar cânticos a José Mourinho e a Rafa Benítez, no entanto para este último foram cânticos não muito bons de se ouvir.

“José Mourinho, por favor volta para casa, o Chelsea precisa de ti!”, cantaram os adeptos do Chelsea a Mourinho. Para Rafa Benítez, os adeptos cantaram “Benítez, tudo não és bem vindo”.

Vejam o Vídeo:

Jose Mourinho ainda não se sente campeão

Jose Mourinho afirmou ontem que ainda não se sente campeão da Liga Espanhola. Os 7 pontos que tem de vantagem sobre o Barcelona de Pep Guardiola parecem ser uma vantagem confortável, mas mesmo assim o treinador do Real Madrid diz que pouco significam nesta altura pois ainda faltam muitos jogos pela frente.

“Sete pontos podem dizer muito à imprensa, mas a mim não. Os que tentaram provocar divisões e criaram conflitos são os mesmos que agora escrevem que o Real Madrid vai ser campeão e que o Barcelona não tem hipóteses de recuperar”, afirmou Mourinho à Lusa.

José Mourinho disse também que a imprensa espanhola não vai perdoar eventuais erros do Real Madrid: “Ao primeiro empate ou derrota irão dizer que já estamos em crise e logo tratarão de procurar minar o equilíbrio da equipa. Mas, eu estou tranquilo e preparado para tudo, para o mal e para o bem.”

José Mourinho atirou estas afirmações no domingo, depois de assistir com a sua mulher, no Círculo de Bellas Artes de Madrid, à peça de teatro “O cerco de Leninegrado”, em que participa Eunice Muñoz, que celebra 70 anos de carreira.

José Mourinho: “Hoje fomos pragmáticos”

José Mourinho reconhece que o Real Madrid ontem, frente ao Málaga para a Taça do Rei, foi pragmático. Depois de ter vencido no Bernabéu por 3-2, a formação orientada por Mourinho sentenciou a eliminatória com um golo de Benzema (ou com um “frango” do guarda-redes Willy).

“Nos dois últimos jogos marcámos oito golos, e fomos acusados de defender mal. Hoje fomos resultadistas, pragmáticos e prácticos”, disse José Mourinho na conferência de imprensa após a vitória pela margem mínima.

O Málaga foi, no entender de Mourinho, “uma equipa muito bem organizada, inteligente, que não quis arriscar e levou a eliminatória até ao final”. “Se não tivéssemos marcado eles tinham arriscado tudo no último quarto de hora. Ganhámos com muito esforço. Foi um duelo difícil”, finalizou Mourinho.

Livro: “Mourinho nos Bastidores das Vitórias” já á venda

O livro “Mourinho, nos bastidores das vitórias”, da autoria dos jornalistas Luís Miguel Pereira e Nuno Luz, contém testemunhos de muitos dos que privaram com o treinador português, já está à venda.

A obra, que está nos escaparates em Espanha, analisa a carreira do atual treinador da equipa de futebol do Real Madrid sob o olhar dos que trabalharam com José Mourinho, como os presidentes de FC Porto, Pinto da Costa, Inter de Milão, Massimo Moratti, e Real Madrid, Florentino Perez, ou os seus adjuntos.

Cristiano Ronaldo, Javier Zanetti, Marco Materazzi, Frank Lampard, John Terry, Didier Drogba, Jorge Costa ou Vítor Baía são alguns dos jogadores que dão os seus testemunhos.

“Este livro é fiel à realidade porque conta com aqueles que me conhecem verdadeiramente: os meus jogadores”, refere Mourinho na capa do livro.

Mas também há nomes de adversários como Alex Ferguson ou Jose António Camacho, que mostram Mourinho pela ótica dos adversários, ou como as antigas estrelas do futebol mundial Zico e Maradona.

Este livro surge na sequência do documentário “José Mourinho, o melhor treinador do Mundo”, de Nuno Luz que já tínhamos abordado aqui.

Mourinho: “Se este Real Madrid jogasse noutra Liga, vencia-a facilmente”

Jose Mourinho, treinador do Real Madrid, manifestou que quando enfrenta o Barcelona pensam nos “Blaugrana”, mas apenas nesse momento, destacando o papel da sua equipa este ano: “Um fracasso não é ser lider, chegar às meias-finais da Liga dos Campeões, ganhar a Taça do Rei, ter sido a melhor equipa nesta fase de grupos da Liga dos Campeões…”.

Mourinho tem claro que “se este Real Madrid jogasse noutra Liga vencia-a facilmente. Temos mérito pelo que estamos a fazer, estamos a competir de igual com o Barcelona, e ganhámos-lhes um título e agora estamos à frente deles. Se tivessemos um adversário menos bom, teriamos um trabalho muito mais facilitado”, assegurou José Mourinho.

O técnico português também felicitou o Barcelona pela conquista do Mundial de Clubes, mas “é muito mais importante ganhar a Liga dos Campeões que esses dois jogos no Mundial de Clubes. De qualquer das maneiras, dou-lhes os parabéns”.

Abordando o jogo de terça-feira frente ao Ponferradina comentou que “o 2-0 não é um resultado certo. Se eles marcarem primeiro, tudo estará em aberto.”

“Tenho que ter confiança nos que jogam menos, só me têm dado razões para que assim seja. Casado será titular e Joselu, Nacho y um guarda-redes da cantera estará no banco de suplentes. Também vai jogar o Granero, que sempre que tem oportunidade mostra o seu valor e joga bem. É um profissional e é madridista. Espero que jogue concentrado com tem feito”, afirmou José Mourinho.

“Tengo que tener confianza en los que juegan menos, sólo me han dado razones para que sea así. Casado será titular y Joselu, Nacho y un portero canterano estarán en el banquillo. También va a jugar Granero, que siempre que tiene su oportunidad lo hace bien. Es un profesional y es madridista. Espero que juegue serio, como siempre”, dijo Mou.

O “Special One” falou também da concorrência entre Karim Benzema e Gonzalo Higuaín: “Benzema está muito há muito tempo e o mesmo se passa com Higuaín. Benzema fez um grande jogo frente ao Sevilha, no entanto não marcou, o mesmo aconteceu com Higuaín em Ponferrada. Os dois sentem-se utéis e isso é o mais importante”, finalizou Jose Mourinho.

Mourinho: “Hoje digo que somos lideres isolados”

José Mourinho, treinador do Real Madrid, destacou, depois de golear ontem o Sevilha por 6-2, que “hoje somos lideres isolados”. Mou afirmou também que a sua equipa fez “um bom jogo” no estádio Sánchez Pezjuán, onde esperava ganhar, no entanto, não por tanta diferença.

“Não é um resultado normal. O Sevilha é sempre uma equipa difícil. Não esperava isto, vencer sim e ser líder isolado também, mas não por tanta diferença, mas às vezes os jogos transformam-se nisto”.

Mourinho elogiou a “boa reacção dos seus jogadores” ,depois de terem sido derrotados em Bernabéu a semana passada frente ao Barcelona, e sobretudo por terem vencido frente a um adversário difícil como o Sevilha, “que não é uma equipa pequena, que tem ambição e qualidade”. El Especial considerou que Iker Casillas fez um excelente jogo, tendo feito defesas incríveis no primeiro tempo.

“A equipa fez um bom trabalho. Mesmo com dez soubemos estar em campo. Tivemos que meter o Arbeloa a central depois da expulsão de Pepe, mas os jogadores tiveram um bom espírito de sacrifício”, sublinhou Mourinho que classificou Di Maria com “um exemplo”, depois da viagem que este fez à Argentina para um funeral de um família, tendo regressado e alinhado no jogo de ontem.

O treinador português também destacou que o Real Madrid “nos últimos dezoito jogos, ganhou dezassete. Hoje somos lideres isolados”. Mourinho deixou também umas palavras para Cristiano Ronaldo, autor de um hattrick, como já o tinha feito a temporada passada:

“A Actuação de Cristiano Ronaldo para mim é normal. Para alguns talvez não. É normal que jogue como o fez, que marque os golos que marcou e queira ajudar a sua equipa. É normal também que no jogo frente ao Barcelona não marcasse”, disse Mourinho.

Quando questionado sobre a diferença existente entre os dois grandes e as restantes equipas, e pela distância entre os orçamentos de uns e outros, Mourinho disse que “não é ninguém para opninar sobre este tema”.

“Sou profissional do futebol. O Real Madrid paga-me para fazer o meu trabalho. Não é um problema para mim. Quando estava no Barcelona, entre 1996 e 2000, é verdade que o actual Barcelona é melhor que o dessas épocas, e que este Real Madrid é também melhor que o de 1996”, finalizou José Mourinho.

Vejam os golos e os melhores momentos do jogo entre o Real Madrid e o Sevilha:

http://www.youtube.com/watch?v=TnVDfqQlSo8

José Mourinho: “A minha mensagem em duas palavras: SOMOS LÍDERES”

José Mourinho começou a conferência de imprensa avisando que não iria falar no clássico: “Hoje só falo da Ponferradina”. No entanto, o tema clássico foi inevitável. O jogo da Taça do rei não se entende sem falar da derrota frente ao Barcelona.
“Se olharmos para a história recente do Real Madrid na Taça do Rei sempre teve dificuldades com equipas inferiores”.
Começou por dizer que a derrota do passado sábado frente ao Barcelona não irá afectar o Real Madrid: “Espero que não. São jogos diferentes e competições diferentes. Na Liga não há ninguém que tenha mais pontos. Na Taça do Rei estamos todos iguais. No campeonato apenas há uma equipa que tem os mesmos pontos que nós, mas nós temos um jogo a menos. Eu entendo que a motivação do rival será maior frente ao Real Madrid num jogo para a Taça, mas eu irei tentar que os meus jogadores façam um jogo sério, como na temporada passada em Murcia. O ano passado tivemos dificuldades em Murcia e empatámos. Este ano ainda, o Atlético perdeu frente ao Albacete… São jogos difíceis.

Mourinho voltou a falar do clássico contra o Barcelona para deixar claro que a sua equipa está tranquila e não vai estar deprimida: “Se o mundo está perto de acabar não é por nós. Nós dissemos que quer ganhássemos ou perdêssemos não iríamos perder o equilíbrio. Ganhar faz-te mais feliz e perder menos. Mas o equilíbrio no perdemos. Não mudaria a nossa situação com ninguém. Na Liga dos Campeões fizemos o melhor percurso da história na fase de grupos- Seis jogos, seis vitórias. Na Liga não existe outra equipa que tenha mais pontos que nós. Podemos terminar 2011 em primeiro, com igualdade de pontos com o Barcelona ou com 3 pontos a mais”.

Se o Ronaldo for como eu não ouve assobios. Afectou-o perder um jogo como a todos”.

Muitos dos titulares não irão jogar frente a Ponferradina, mas Mourinho justificou da seguinte forma: “A maior parte dos jogadores que jogaram no sábado nem os vi. Estiveram de férias. Deram tudo, são pessoas sérias e por isso foram de férias dois dias que mereciam. Os que vão jogar estão preparados para o fazer. Cada dia que passa tenho mais a certeza que Varane vai ser titular no Real Madrid durante 10 anos. É um grande jogador, mas ainda é jovem”.
“A minha motivação está alta. Como poderia não estar, depois de ver o meu nome ao lado de Miguel Muñoz com 15 vitórias consecutivas, líder do campeonato e com um recorde na Liga dos campeões de seis vitórias em seis jogos na fase de grupos…”

José Mourinho terminou a conferência de imprensa a falar do Barcelona: “Não há sentimento de inferioridade. O Barcelona tem os mesmos pontos que nós e poderá ter menos 1 ou 3 que no próximo sábado. Acabar o ano em primeiro é muito bom, mas o Sevilha vai ser outro jogo difícil. Os meses de Outubro e Novembro foram meses muito difíceis. Neste momento estamos em primeiro”.

José Mourinho deixou uma última mensagem: ” A minha mensagem em duas palavras: SOMOS LÍDERES”.

Mourinho: ” É sempre melhor ir à frente”

Mourinho: ” É sempre melhor ir à frente”

José Mourinho compareceu na conferência de imprensa antes do treino em Valdebebas. O técnico português confirmou que Arbeloa irá ficar de fora do jogo contra o Sporting de Gijón, anunciou que Kaká irá estar no banco de suplentes e insinuou que Nuri Sahin irá ser titular para colmatar a baixa de Xabi Alonso por ter atingido o número máximo de cartões amarelos.

Mourinho afirmou que “É melhor ir à frente da tabela classificativa, dá-te uma pequena margem de erro e reduz a pressão sobre os jogadores”.

Gerard Piqué foi sancionado apenas com um jogo, depois de ter forçado o cartão amarelo no último jogo para “limpar” os cartões que tinha, permitindo assim jogar no próximo dia 10 contra o Real Madrid.
Ao contrário do que se esperava, José Mourinho não se manifestou relativamente a esta decisão e pediu a opinião aos que considera serem os especialistas sobre o assunto. ” A minha opinião não é importante, o mais importante são as opiniões dos juristas, de vozes autorizadas do mundo do desporto como Platini, Blatter, Collina e a imprensa… Esses é que são os especialistas”.
Já Guardiola, mostrou um mal-estar com a atitude de Gerard Piqué: “Se não sabia, agora já sabe a regra. O Comité decidiu assim, mas se fossem dois jogos aceitaríamos também. As imagens falam por si”.

José Mourinho tratou também de esclarecer que o clássico de dia 10 frente ao Barcelona, é um assunto que neste momento não lhe interessa ” Temos três pontos a mais que o segundo, não seis. O que nos motiva é o jogo de hoje, tentar ganhar. Sabemos como são os campeonatos, e é normal para uma equipa que está a a ganhar constantemente, pode ser derrotado ou empatar. Quando esse dia chegar não faremos um drama. Temos que tentar ganhar para chegar ao clássico com 3 pontos de vantagem”, atirou Mourinho de 48 anos.

“Temos trabalhado bem durante a semana, uma semana atípica, pois não é normal termos tanto tempo para trabalhar. O que todos sabemos é que o Xabi Alonso é muito importante para a equipa, mas não vai jogar, e terá que jogar outro, que também é bom, como são todos os jogadores do Real Madrid.”

Desta forma, o Special One descartou que o jogo de hoje frente ao Sporting de Gijón seja uma prova para preparar o clássico de dia 10 de Dezembro frente ao Barcelona: ” Não penso nesse jogo ainda. Penso no Gijón e no Ajax, porque dar descanso a alguns jogadores, e proporcionar minutos a alguns jogadores que merecem que não têm jogado muito. Esta semana preparámos o jogo contra o Sporting de Gijón, não o do Barça”.

O técnico português espera um Sporting muito agressivo: “Contra o Atlético não houve agressividade, agressividade é outra coisa e eu gosto. Sabemos que nos espera um jogo difícil. A época passada foi complicado ganhar, como outras vezes no passado. Mas aconteça o que acontecer, ficaremos tranquilos”.

Samuel Eto’o: “Mourinho transforma jogadores medíocres em estrelas”

O atacante camaronês Samuel Eto’o, actualmente a actuar no Anzhi, teceu esta Terça-Feira em Angola rasgados elogios a José Mourinho, com quem trabalhou anteriormente no Inter de Milão: “É um treinador que é capaz de transformar jogadores medíocres em estrelas. Mentalmente é fabuloso! É um lutador e um vencedor nato e, além disso, é uma pessoa muito boa, diferente da imagem que a imprensa por vezes passa dele”, disse Samuel Eto’o que deixou a Inter para jogar pelo Anzhi, da Rússia, e se tornar o jogador mais bem pago do mundo.

“Gostei muito de trabalhar com ele. Técnica e tacticamente é um dos melhores treinadores do mundo. Quando nos encontrámos, no Inter, correu tudo muito bem. Estou muito agradecido pela oportunidade que me deu, não só de ser o jogador que sou, mas também por beneficiar da sua experiência. Sempre lhe estarei agradecido.”

Estas declarações foram feitas em Luanda, durante a conferência de imprensa que lançou o jogo particular em que Eto’o participará quarta-feira com o objectivo de angariar receitas para beneficência: “Amigos de Eto”o” contra “Amigos de Akwá”.

O internacional camaronês afirmou também que acredita que Leonel Messi será novamente eleito pela FIFA como o melhor jogador do mundo pelo terceiro ano consecutivo, superando desta forma o português Cristiano Ronaldo.

“Prefiro Messi. Do meu ponto de vista, Messi merece ganhar de novo o troféu, mas há outros jogadores, como Xavi e Cristiano Ronaldo, que também o poderão ganhar”, finalizou.


">

Real Madrid

Notícias – José Mourinho

Comentários Recentes