Tag Archives: Barcelona

Mourinho e a final da Champions com o Barça: “Primeiro quero vencer os quartos, isso sim é o que desejo”

Mourinho afirmou que o Real Madrid não precisa de se preocupar com o rival Barcelona, porque a sua equipa está num bom momento, e que se continuarem assim, no final da temporada alcançarão o título da Liga Espanhola.

“Se quero jogar com o Barcelona na final da Champions? Primeiro quero vencer os quartos de final frente ao APOEL, isso sim é o que desejo. E quero também chegar dois anos seguidos às meias-finais da Liga dos Campeões, que há muitos anos que não conseguíamos. Quando cheguei ao Real Madrid não éramos cabeças de série. Neste momento estamos a recuperar o nosso estatuto. O passo seguinte é chegar à meia-final, e se depois alcançarmos a final teremos muito tempo para falar”, afirmou o treinador português na conferência de imprensa de antevisão ao jogo deste fim de semana contra o Málaga.

A equipa do APOEL, onde jogam 4 portugueses, Nuno Morais, Paulo Jorge, Hélder Sousa e Hélio Pinto, é o adversário do Real Madrid nos quartos-de-final da Liga dos Campeões. Mourinho disse conhece bem esta equipa, e por isso não a irá subestimar.

“Nesta etapa da Champions, falar de equipas mais ou menos fortes não faz sentido. Temos que respeitar o adversário que nos saiu, ainda que não tenha a história de outros clubes nesta prova. Joguei com eles há três anos, quando estava no Inter de Milão e estavam ao nível Europeu. Esta temporada o APOEL fez uma fase de grupos excelente, contra equipas que não eram fáceis. O Porto e o Shaktar foram eliminados, e nos oitavos de final eliminaram o Lyon. Claro que não vou ser hipócrita, é um adversário que à partida tem menos poderio e estatuto que outros, mas é uma equipa que está com mérito nesta fase e que eu respeito profundamente. Quando orientava o Inter e defrontámos o APOEL, marcámos no minuto 93, perdíamos por 2-1 e marcámos sem merecer. É uma eliminatória que não vai ser fácil”, afirmou José Mourinho.

Apesar da vantagem de 10 pontos que o Real Madrid leva sobre o Barcelona, Mourinho recordou que nada está ganho
“Estamos numa fase que apenas dependemos de nós. No ano passado, pensávamos em nós e com quem jogava o Barcelona, se empatava ou perdia, esperando, esperando e esperando que eles derrapassem. Agora só dependemos de nós. Também na última época, por esta altura, estávamos quase a ganhar a Taça do Rei, mas neste momento, ainda não estamos prestes a ganhar nada. Estamos bem mas não temos ainda nada”, sublinhou Mourinho.

Mourinho responde “não sei” várias vezes e desconversa sobre possível saída

Com respostas curtas, usando diversas vezes “não sei”, foi assim que José Mourinho enfrentou hoje de manhã a difícil conferência de imprensa de antevisão do jogo da segunda mão da Taça do Rei contra o Barcelona, marcado para esta quarta-feira em Camp Nou, depois da derrota no primeiro jogo por 1-2.

Mourinho respondeu à maioria das perguntas com uma só palavra, recusando comentar os rumores que dão como certa a sua saída do Real Madrid em Junho e garante que está a viver “um momento muito bom no Real Madrid”.

No inicio desta semana foi adiantado por jornalista, Siro López, no decorrer de um programa de televisão em Espanha, “Punta Pelota”, que dava como certa a saída do treinador Jose Mourinho do Real Madrid no final de Junho. “Fui eu que disse isso? Então pergunta ao teu colega”, respondeu Mou. Estava dado o mote para uma conferência de imprensa recheada de monossílabos e respostas secas.

Sobre Pepe, depois da polémica por causa da pisadela a Messi, o treinador diz que não vai poupar o internacional português com receio da recepção que terá no Camp Nou. “O Pepe joga se estiver bem. Tenho dúvidas com ele, com Granero e Lass, que estão com problemas. Mas amanhã treinamos e decidiremos. Se estiverem em condições físicas jogam.”

Quanto à acusação de que favorece a sua relação com os jogadores portugueses, Mourinho respondeu com mais uma resposta curta: “Não promovo clãs”. Seguiram-se uma série de respostas curtas às incómodas perguntas sobre os assobios que ouviu no domingo passado e o treinador só voltou a juntar duas palavras quando se voltou a falar de fútebol.

Sobre as possibilidades do Real Madrid depois da derrota no primeiro jogo dos quartos-de-final, Mourinho disse: “A minha equipa tem possibilidades de jogar as meias-finais. Mas sabemos com quem vamos jogar e o resultado que levamos”, destacou. Mourinho garantiu ainda que os seus jogadores não tinham uma atitude subserviente ao Barça, mas sobre um possível bloqueio mental diante dos catalães disse que a pergunta tinha de ser dirigida aos próprios jogadores.”

Um dos momentos mais difíceis na carreira de Mourinho mas, apesar de tudo, o treinador diz que “está num bom momento”. “Podíamos ter mais um ou outro ponto de vantagem na Liga Espanhola. Temos mais cinco do que a equipa que todos dizem ser a melhor. Isso quer dizer que não estamos a fazer as coisas tão mal. Será que temos tantos problemas como dizem? Quando cheguei este clube tinha a tradição de ser eliminado por equipas inferiores. Ganhámos a Taça. Quando chegámos aqui o clube nem era cabeça-de–série na Liga dos Campeões. Agora temos o recorde na fase de grupos. Não me parece que as coisas estejam assim tão mal”, afirmou Jose Mourinho.

No final, questionaram José Mourinho se o jogo desta quarta-feira pode marcar um antes e um depois na sua trajetória no clube. O treinador respondeu com um mais um seco e curto “não” e despediu-se da conferência de imprensa.

Vejam o Video da Conferência de Imprensa

http://www.youtube.com/watch?v=oZyThdYls5s

Mourinho: “Real-Barcelona? Agora não me interessa nada”

José Mourinho insiste em colocar o clássico da Taça do Rei para segundo plano, apesar de o próximo confronto com o Barcelona estar marcado já para a próxima quarta-feira. Mourinho insiste na ideia de que a prioridade este ano para o Real Madrid é a Liga Espanhola. O Special One garantiu também que Kaká não irá sair, revelou que não terá Di Maria para o jogo com o Maiorca e irritou-se por causa de Cristiano Ronaldo.

Do embate frente ao Barça na próxima Quarta-Feira, Mourinho abordou o tema ironicamente “Para vocês é muito bom o clássico, porque vende. Não têm que inventar nem mentir. Vendem mais e trabalham menos. Mas eu não penso por um segundo num jogo que neste momento não me interessa nada.”

“Temos jogo com o Maiorca e vocês falam-me de vingança com o Barça, não faz sentido. O campeonato é uma prioridade para nós, por isso este jogo com o Maiorca é muito importante”,

Jose Mourinho garante que não irá dar descanso aos seus no jogo frente ao Maiorca este fim-de-semana: “O Maiorca é uma equipa que exige o máximo, por isso não vamos proteger ninguém pensando noutros jogos. O Maiorca e o At. Bilbao (adversário seguinte na Liga Espanhola) são suficientemente complicados para que não haja distracções. Farei tudo para que isso não aconteça.”

Mourinho disse também na conferência de imprensa que Di María não está em condições para jogar frente ao Maiorca: “É impossível que jogue amanhã, talvez na próxima semana.” Também falou do português Ricardo Carvalho, para dizer que o defesa central ainda não é opção, mesmo que não seja dado como lesionado: “O Carvalho ainda não está apto. Não está lesionado, mas tem que continuar a treinar. Quando estiver pronto será opção.”

A seguir, a garantia de que Kaká não está no mercado, apesar de ter sido noticiado recentemente o interesse do PSG no brasileiro. “A situação dele não mudou. Teremos os mesmos jogadores do primeiro ao último dia da época. O mercado está aberto mas não estamos interessados em comprar, vender ou emprestar”, garantiu José Mourinho.

No final Mourinho falou ainda de Cristiano Ronaldo, respondendo irritado a uma questão sobre a pouca eficácia do português nos lances de bola parada esta época. “Tens as estatísticas dos jogadores-chave de outras equipas? Queres comparar os golos do Cristiano com os de outros jogadores? Estás a falar do Bota de Ouro! Falas do Bota de Ouro e vens com uma análise estatística? Não percebo.”

José Mourinho continua com um pesadelo chamado Barcelona

O Barcelona voltou a vencer o Real Madrid em Bernabéu 3-1. Embora a equipa de José Mourinho tivesse inaugurado o marcador logo aos 23 segundos de jogo, a verdade é que o fantasma que ameaça o Santiago Bernabéu permanece.

Karim Benzema abriu o marcador, mas o Barcelona igualou a partida antes do final do primeiro tempo, com um golo de Alexis através de uma assistência perfeita de Messi.

O jogo no primeiro tempo foi muito equilibrado, e a equipa de José Mourinho até foi por diversas vezes superior e mais perigosa que o Barça de Pep Guardiola. O pior foi a segunda parte…

O Barcelona entrou muito forte no segundo tempo e aos 54 minutos adiantou-se no marcador com um remate de Xavi que bateu em Marcelo, traindo desta forma Casillas. Fabregas fechou o marcador com um golo de cabeça, depois de uma grande jogada pelo flanco direito do ataque do Barcelona.

Depois da derrota frente ao Barcelona, José Mourinho compareceu na conferência de imprensa:”Se ganharmos ao Sevilha teremos os mesmos pontos que o nosso rival. Penso que a derrota é resultado do que é o futebol, um jogo. A sorte também entra no jogo. Com 1-0 teremos o 2-0, que em circunstâncias normais o fazemos, porque o Cristiano Ronaldo marca.

“Foi um primeiro tempo equilibrado, no segundo tempo o golo pura sorte e nada mais. Não é o talento nem são erros, é apenas sorte”, manifestou José Mourinho.

Além disso, José Mourinho também comentou uma falta de Messi: “Pareceu-me expulsão a Messi, mas ainda não vi as imagens por isso não vou comentar porque posso estar a ser injusto”.

“Mourinho, o teu dedo mostra-nos o caminho”

“Mourinho, o teu dedo mostra-nos o caminho”

Florentino Perez e Sandro Rosell lideram as equipas do clássico de hoje, e ambos pretendem que haja harmonia entre os clubes e no almoço que ambas as direcções tiveram hoje, o Presidente do Barcelona pediu ao Presidente do Real Madrid para retirarem a faixa que está no estádio Santiago Bernabéu com a seguinte mensagem:” Mourinho, o teu dedo mostra-nos o caminho”.

Depois do que aconteceu na Taça do Rei, com a presença de Tito Vilanova no banco do Barcelona, não era o mais correcto ter essa faixa no jogo de hoje.

José Mourinho não compareceu na conferência de imprensa antes do clássico frente ao Barcelona

José Mourinho já está a jogar a partida de amanhã frente ao Barcelona, e por isso mesmo não compareceu na conferência de imprensa de hoje. Quem foi no seu lugar foi Aitor Karanka, que se mostrou contundente quando lhe perguntaram se o empate era bom para o Real Madrid frente ao Barcelona:”Claro que não queremos o empate. Aqui todos os jogos são planeados para ganhar. A melhor prova disso foi o jogo de quarta-feira frente ao Ajax, em que fomos atrás da vitória mesmo sabendo que iríamos vencer o grupo. Precisamos de sair com os três pontos”.

Karanka, no entanto, não deu muitos pormenores sobre a equipa do Real Madrid que irá jogar este sábado: Vamos jogar em 4-3-3, com Di Maria, Cristiano Ronaldo, Higuaín ou Benzema. E depois temos várias opções como Ozil e Kaká, Xabi, Lass, Khedira… O ano passado houve diferentes abordagens porque existiram jogos diferentes. Só variações tácticas que estão todas estudadas e preparadas. Amanhã verão como vamos jogar”, afirmou o treinador adjunto de José Mourinho.

No entanto, Karanka garantiu que o Real Madrid não irá mudar a sua forma de trabalhar independentemente do desfecho do clássico frente ao Barça. “Não é apenas mais um jogo, porque também não é apenas mais uma conferência de imprensa. O que não iremos fazer é mudar a nossa forma de trabalhar, de o resultado que der amanhã. Todos os jogos têm as suas dificuldades. Os jogadores estão cada vez melhores e com mais confiança. Mas é preciso ter equilíbrio. Todos os jogos são importantes. O ano passado perdemos pontos em Corunha, que são os que no final deixam marca. De nada serve ganhar amanhã frente ao Barcelona se perdermos pontos noutros jogos. Não vamos mudar a nossa forma de jogar, o que queremos são os 3 pontos.”

Quando lhe perguntaram a razão da ausência de José Mourinho, Karanka respondeu:”Levo mais de 30 conferências de imprensa e a resposta à pergunta de porque é que Mourinho não está, dei-a a primeira vez que vim a uma conferência de imprensa. Conheço José Mourinho à um ano meio e a mensagem que eu transmito seria a mensagem que ele transmitiria. Convivemos todos os dias, viajamos muito e a mensagem seria a mesma que os jogadores. Sabemos que a equipa vai estar concentrada todos os momentos para o jogo de amanhã em Bernabéu”, finalizou o treinador adjunto de José Mourinho.

José Mourinho igualou ontem o recorde do lendário Muñoz

José Mourinho igualou ontem o recorde do lendário Muñoz

O Real Madrid de José Mourinho, 50 anos depois, igualou o recorde de Miguel Muñoz, conseguindo 15 vitórias seguidas. No entanto, Mourinho poderá bater este recorde já no sábado e logo frente ao Barcelona de Pep Guardiola. Na época 60/61, o registo do técnico espanhol Miguel Muñoz foi apenas no campeonato, enquanto o do técnico português José Mourinho inclui Liga (10 jogos) e Liga dos Campeões (5).

Além disso, foi a primeira vez que o Real Madrid ganhou 6 jogos seguidos nas competições europeias. No entanto, esta não foi a primeira vez que José Mourinho atingiu este feito, pois já tinha conseguido 6 vitórias consecutivas na Liga dos Campeões há duas épocas pelo Inter de Milão.

O Real Madrid tornou-se ontem, depois da vitória frente ao Ajax, o 5º clube a terminar a fase de grupos só com vitórias, após Milan (92/93), PSG (94/95), Spartak (95/96) e Barcelona (2002/2003).

Importa realçar que destes clubes, nenhum deles foi campeão europeu quando alcançaram esses resultados.

Será que José Mourinho será o primeiro a ganhar todos os jogos da fase de grupos e a sagrar-se campeão europeu?

Deixem a vossa opinião!

Mourinho:”O ano passado também goleámos o Ajax e depois perdemos com o Barça”

José Mourinho compareceu satisfeito pela vitória por 3-0 frente ao Ajax e já está a pensar no clássico do próximo sábado. Reviu as estatísticas da UEFA antes de começar a responder e a demonstrar a sua satisfação:”Estou muito contente com os jogadores. Não brincámos, jogámos sério e quisemos ganhar. Não é fácil para alguns jogadores que não jogam manter o mesmo ritmo durante os 90 minutos”.

Assim viu o jogo Mourinho:”Os primeiros 45 minutos jogámos bem, criando perigo. A segunda parte foi mais complicada, e tivemos um pouco de sorte porque o Ajax poderia ter feito golo. Mas estou contente com a atitude”.
José Mourinho também se recordou da meia-final contra o Barcelona:”É a primeira vez que o Real Madrid alcança seis vitórias. Também são 18 jogos seguido com apenas uma derrota, derrota essa em circunstâncias estranhas. Ficámos em primeiro e agora esperemos pelo o resultado do sorteio. Agora podemos esquecer a Liga dos Campeões por cerca de 2 meses”.
O técnico português explicou a substituição de Mendes:”Não tinha pensado, a minha intenção era jogar Jesé, mas como o jogo estava 2-0 e o Arbeloa sentiu problemas da lesão que tinha, tive que tirá-lo. Pensei meter Altintop a lateral e o Jesé a extremos, mas era um problema porque a equipa iria baixar as linhas”.

Mou também valorizou a actuação e fez um elogio a Jesé:”Cumpriu o que lhe pedi, tem experiência internacional nas selecções jovens.

Mourinho não quis ser claro quando lhe perguntaram se os jogadores que jogaram hoje os 90 minutos podiam ser titulares contra o Barcelona:”Podem”, respondeu o português.

José Mourinho analisou a mentalidade da equipa num jogo que não havia nada em jogo:”Futebol é futebol e deve-se respeitar. Não se devem jogar jogos para não ganhar. Tens que ser sério, logo jogues bem ou mal, ganhas ou perdes, mas tens que fazê-lo de uma forma séria. Estou muito contente. É a Liga dos Campeões e temos que dar o máximo”.

Para terminar, José Mourinho recordou o que aconteceu o ano passado depois de jogar contra o Ajax:”Se a minha memória não me falha, o ano passado ganhámos ao Ajax e dois dias depois perdemos contra o Barcelona. O futebol é uma caixa de surpresas e nunca sabes. Mas a realidade é que esta equipa está mais estável e compacta, os jogadores estão mais seguros e somo melhores que a época passada”.

Mourinho não leva Casillas, Segio Ramos, Lass e Cristiano Ronaldo a Amesterdão

José Mourinho irá proteger alguns dos seus titulares para o clássico frente ao Barcelona no próximo sábado, mas não de uma forma tão profunda como Pep Guardiola. Mourinho apenas deixará em Madrid Iker Casillas, Sergio Ramos, Lass Diarra e Cristiano Ronaldo. O resto do plantel viajará a Amesterdão para defrontar o Ajax no último jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões.

No entanto, uma coisa é levar os outros jogadores, como Di Maria, Ozil e companhia, e outra é quem efectivamente irá jogar.

O Derby está a chegar… Quem irá sair vencedor do clássico entre o Real Madrid vs Barcelona?

Deixem a vossa opinião.

Mourinho: ” É sempre melhor ir à frente”

Mourinho: ” É sempre melhor ir à frente”

José Mourinho compareceu na conferência de imprensa antes do treino em Valdebebas. O técnico português confirmou que Arbeloa irá ficar de fora do jogo contra o Sporting de Gijón, anunciou que Kaká irá estar no banco de suplentes e insinuou que Nuri Sahin irá ser titular para colmatar a baixa de Xabi Alonso por ter atingido o número máximo de cartões amarelos.

Mourinho afirmou que “É melhor ir à frente da tabela classificativa, dá-te uma pequena margem de erro e reduz a pressão sobre os jogadores”.

Gerard Piqué foi sancionado apenas com um jogo, depois de ter forçado o cartão amarelo no último jogo para “limpar” os cartões que tinha, permitindo assim jogar no próximo dia 10 contra o Real Madrid.
Ao contrário do que se esperava, José Mourinho não se manifestou relativamente a esta decisão e pediu a opinião aos que considera serem os especialistas sobre o assunto. ” A minha opinião não é importante, o mais importante são as opiniões dos juristas, de vozes autorizadas do mundo do desporto como Platini, Blatter, Collina e a imprensa… Esses é que são os especialistas”.
Já Guardiola, mostrou um mal-estar com a atitude de Gerard Piqué: “Se não sabia, agora já sabe a regra. O Comité decidiu assim, mas se fossem dois jogos aceitaríamos também. As imagens falam por si”.

José Mourinho tratou também de esclarecer que o clássico de dia 10 frente ao Barcelona, é um assunto que neste momento não lhe interessa ” Temos três pontos a mais que o segundo, não seis. O que nos motiva é o jogo de hoje, tentar ganhar. Sabemos como são os campeonatos, e é normal para uma equipa que está a a ganhar constantemente, pode ser derrotado ou empatar. Quando esse dia chegar não faremos um drama. Temos que tentar ganhar para chegar ao clássico com 3 pontos de vantagem”, atirou Mourinho de 48 anos.

“Temos trabalhado bem durante a semana, uma semana atípica, pois não é normal termos tanto tempo para trabalhar. O que todos sabemos é que o Xabi Alonso é muito importante para a equipa, mas não vai jogar, e terá que jogar outro, que também é bom, como são todos os jogadores do Real Madrid.”

Desta forma, o Special One descartou que o jogo de hoje frente ao Sporting de Gijón seja uma prova para preparar o clássico de dia 10 de Dezembro frente ao Barcelona: ” Não penso nesse jogo ainda. Penso no Gijón e no Ajax, porque dar descanso a alguns jogadores, e proporcionar minutos a alguns jogadores que merecem que não têm jogado muito. Esta semana preparámos o jogo contra o Sporting de Gijón, não o do Barça”.

O técnico português espera um Sporting muito agressivo: “Contra o Atlético não houve agressividade, agressividade é outra coisa e eu gosto. Sabemos que nos espera um jogo difícil. A época passada foi complicado ganhar, como outras vezes no passado. Mas aconteça o que acontecer, ficaremos tranquilos”.


">

Real Madrid

Notícias – José Mourinho

Comentários Recentes