Tag Archives: Barça

José Mourinho: “Eu não insinuo nada, vocês é que entendem de futebol, eu menos”

José Mourinho não se alargou à impossibilidade de ganhar no estádio do Barcelona, Camp Nou, passando a “bola” para a comunicação social a análise da arbitragem do jogo entre o Real Madrid e o Barcelona para os quartos-de-final da Taça do Rei (2-2).

“Eu não insinuo nada. Vocês é que entendem de futebol, eu entendo menos. Apesar de não ler, nem ver muita rádio e televisão, vou esperar o vosso feedback para saber qual é a vossa análise e opinião”, respondeu Jose Mourinho quando a imprensa lhe perguntou se a impossibilidade de ganhar em Camp Nou estava relacionada com a arbitragem.

Sempre curto nas abordagens após o encontro da segunda mão dos quartos de final, Mourinho não felicitou o FC Barcelona pelo apuramento para as meias-finais da Taça do Rei. “Se quiseres, felicito o Barcelona de Pep Guardiola pela vitória da semana passada [2-1 em Madrid]”, disse o treinador português.

O treinador “merengue” corrigiu um jornalista quando este lhe perguntou porque disse que era impossível ganhar ao “Barça”, indicando que foram os seus jogadores e não ele a fazer essa afirmação.

“Não disse que era impossível. Eu ouvi isso no meu balneário, mas não fui eu que disse. (porque o disseram?) Não sei, falem com eles”, completou, recusando revelar o que disse Sergio Ramos no momento da expulsão.

José Mourinho assumiu que foi um intervalo fácil para si, porque havia pouco para mudar.

“Quando a equipa não está a jogar bem, dez minutos esgotam-se rápido. Hoje, só precisei de um minuto. A equipa jogou muito bem na primeira parte, às vezes marcam-se golos sem fazer nada para marcá-los. Tivemos seis, sete ocasiões. Disse-lhes simplesmente: joguem igual. Na minha opinião, jogámos muito bem”, resumiu.

Depois de uma semana difícil, com direito a polémicas internas e assobios no jogo do campeonato, o treinador português escusou-se a comentar se a “afición” madridista tem motivos para estar orgulhosa.

“Não sei, têm de fazer o mesmo tipo de coisas que fazem muitas vezes: questionários, perguntas na rua”, disse Jose Mourinho.

Jose Mourinho assume a responsabilidade por nova derrota do Real frente ao Barça

José Mourinho, afirmou ontem que os triunfos “têm muitos pais” e as derrotas “só têm um”, referindo-se a si próprio, depois de ter sido novamente derrotado em casa frente ao Barcelona de Pep Guardiola.

Mourinho elogiou ainda as prestações dos portugueses Cristiano Ronaldo, Pepe e Ricardo Carvalho, na derrota em Bernabéu (2-1), a contar para a primeira “mão” dos quartos-de-final da Taça do Rei.

José Mourinho confessou na conferência de imprensa: “Sou eu o responsável pela minha equipa, principalmente quando perde. As vitórias têm muitos pais, a derrota só tem um, que sou eu. Aceito-o como uma coisa natural do futebol”.

O técnico português destacou Cristiano Ronaldo, autor do primeiro e único golo do Real Madrid, aos 11 minutos, como “o melhor jogador da equipa”, e Pepe, pelo “muito trabalho”, adiantando ter de “ver se se passou alguma coisa” quando confrontado com agressão de Pepe a Leonel Messi.

“Jogaram os dois muito bem. Houve outros jogadores que normalmente jogam muito bem e que neste jogo não estiveram assim. Não foi pelo Altintop nem pelo Ricardo Carvalho que perdemos o jogo”, disse, referindo-se Mourinho às apostas surpresa na defesa do Real Madrid.

Mourinho afirmou tamb+em que “Uma equipa que quer ganhar ao FC Barcelona, não pode sofrer golos de bola parada”.

“Não esperava sofrer um golo de bola parada no início do segundo tempo, quando estava a ganhar por 1-0. Na segunda parte, tentámos acabar com alguns erros que vínhamos cometendo”, lamentou.

O francês Abidal, aos 77 minutos estabeleceu o resultado final por 2-1 favorável ao Barcelona de Pep Guardiola, que vai receber em Camp Nou o Real Madrid de Jose Mourinho a 25 de Janeiro, na segunda mão dos quartos de final, onde o Barça parte como favorito indiscutível.

Terá a equipa de José Mourinho ainda uma palavra a dizer?

José Mourinho não compareceu na conferência de imprensa antes do clássico frente ao Barcelona

José Mourinho já está a jogar a partida de amanhã frente ao Barcelona, e por isso mesmo não compareceu na conferência de imprensa de hoje. Quem foi no seu lugar foi Aitor Karanka, que se mostrou contundente quando lhe perguntaram se o empate era bom para o Real Madrid frente ao Barcelona:”Claro que não queremos o empate. Aqui todos os jogos são planeados para ganhar. A melhor prova disso foi o jogo de quarta-feira frente ao Ajax, em que fomos atrás da vitória mesmo sabendo que iríamos vencer o grupo. Precisamos de sair com os três pontos”.

Karanka, no entanto, não deu muitos pormenores sobre a equipa do Real Madrid que irá jogar este sábado: Vamos jogar em 4-3-3, com Di Maria, Cristiano Ronaldo, Higuaín ou Benzema. E depois temos várias opções como Ozil e Kaká, Xabi, Lass, Khedira… O ano passado houve diferentes abordagens porque existiram jogos diferentes. Só variações tácticas que estão todas estudadas e preparadas. Amanhã verão como vamos jogar”, afirmou o treinador adjunto de José Mourinho.

No entanto, Karanka garantiu que o Real Madrid não irá mudar a sua forma de trabalhar independentemente do desfecho do clássico frente ao Barça. “Não é apenas mais um jogo, porque também não é apenas mais uma conferência de imprensa. O que não iremos fazer é mudar a nossa forma de trabalhar, de o resultado que der amanhã. Todos os jogos têm as suas dificuldades. Os jogadores estão cada vez melhores e com mais confiança. Mas é preciso ter equilíbrio. Todos os jogos são importantes. O ano passado perdemos pontos em Corunha, que são os que no final deixam marca. De nada serve ganhar amanhã frente ao Barcelona se perdermos pontos noutros jogos. Não vamos mudar a nossa forma de jogar, o que queremos são os 3 pontos.”

Quando lhe perguntaram a razão da ausência de José Mourinho, Karanka respondeu:”Levo mais de 30 conferências de imprensa e a resposta à pergunta de porque é que Mourinho não está, dei-a a primeira vez que vim a uma conferência de imprensa. Conheço José Mourinho à um ano meio e a mensagem que eu transmito seria a mensagem que ele transmitiria. Convivemos todos os dias, viajamos muito e a mensagem seria a mesma que os jogadores. Sabemos que a equipa vai estar concentrada todos os momentos para o jogo de amanhã em Bernabéu”, finalizou o treinador adjunto de José Mourinho.

José Mourinho igualou ontem o recorde do lendário Muñoz

José Mourinho igualou ontem o recorde do lendário Muñoz

O Real Madrid de José Mourinho, 50 anos depois, igualou o recorde de Miguel Muñoz, conseguindo 15 vitórias seguidas. No entanto, Mourinho poderá bater este recorde já no sábado e logo frente ao Barcelona de Pep Guardiola. Na época 60/61, o registo do técnico espanhol Miguel Muñoz foi apenas no campeonato, enquanto o do técnico português José Mourinho inclui Liga (10 jogos) e Liga dos Campeões (5).

Além disso, foi a primeira vez que o Real Madrid ganhou 6 jogos seguidos nas competições europeias. No entanto, esta não foi a primeira vez que José Mourinho atingiu este feito, pois já tinha conseguido 6 vitórias consecutivas na Liga dos Campeões há duas épocas pelo Inter de Milão.

O Real Madrid tornou-se ontem, depois da vitória frente ao Ajax, o 5º clube a terminar a fase de grupos só com vitórias, após Milan (92/93), PSG (94/95), Spartak (95/96) e Barcelona (2002/2003).

Importa realçar que destes clubes, nenhum deles foi campeão europeu quando alcançaram esses resultados.

Será que José Mourinho será o primeiro a ganhar todos os jogos da fase de grupos e a sagrar-se campeão europeu?

Deixem a vossa opinião!

Mourinho:”O ano passado também goleámos o Ajax e depois perdemos com o Barça”

José Mourinho compareceu satisfeito pela vitória por 3-0 frente ao Ajax e já está a pensar no clássico do próximo sábado. Reviu as estatísticas da UEFA antes de começar a responder e a demonstrar a sua satisfação:”Estou muito contente com os jogadores. Não brincámos, jogámos sério e quisemos ganhar. Não é fácil para alguns jogadores que não jogam manter o mesmo ritmo durante os 90 minutos”.

Assim viu o jogo Mourinho:”Os primeiros 45 minutos jogámos bem, criando perigo. A segunda parte foi mais complicada, e tivemos um pouco de sorte porque o Ajax poderia ter feito golo. Mas estou contente com a atitude”.
José Mourinho também se recordou da meia-final contra o Barcelona:”É a primeira vez que o Real Madrid alcança seis vitórias. Também são 18 jogos seguido com apenas uma derrota, derrota essa em circunstâncias estranhas. Ficámos em primeiro e agora esperemos pelo o resultado do sorteio. Agora podemos esquecer a Liga dos Campeões por cerca de 2 meses”.
O técnico português explicou a substituição de Mendes:”Não tinha pensado, a minha intenção era jogar Jesé, mas como o jogo estava 2-0 e o Arbeloa sentiu problemas da lesão que tinha, tive que tirá-lo. Pensei meter Altintop a lateral e o Jesé a extremos, mas era um problema porque a equipa iria baixar as linhas”.

Mou também valorizou a actuação e fez um elogio a Jesé:”Cumpriu o que lhe pedi, tem experiência internacional nas selecções jovens.

Mourinho não quis ser claro quando lhe perguntaram se os jogadores que jogaram hoje os 90 minutos podiam ser titulares contra o Barcelona:”Podem”, respondeu o português.

José Mourinho analisou a mentalidade da equipa num jogo que não havia nada em jogo:”Futebol é futebol e deve-se respeitar. Não se devem jogar jogos para não ganhar. Tens que ser sério, logo jogues bem ou mal, ganhas ou perdes, mas tens que fazê-lo de uma forma séria. Estou muito contente. É a Liga dos Campeões e temos que dar o máximo”.

Para terminar, José Mourinho recordou o que aconteceu o ano passado depois de jogar contra o Ajax:”Se a minha memória não me falha, o ano passado ganhámos ao Ajax e dois dias depois perdemos contra o Barcelona. O futebol é uma caixa de surpresas e nunca sabes. Mas a realidade é que esta equipa está mais estável e compacta, os jogadores estão mais seguros e somo melhores que a época passada”.


">

Real Madrid

Notícias – José Mourinho

Comentários Recentes