Archive | Melhor Treinador do Mundo RSS feed for this section

Segundo a IFFHS José Mourinho é o 3º Melhor Treinador do Século XXI

Segundo a lista divulgada hoje pela Federação Internacional da História e Estatística do Futebol (IFFHS), José Mourinho é o terceiro melhor treinador do século XXI. Mourinho apenas é superado por Sir Alex Ferguson (Manchester United) e Arsène Wenger (Arsenal). Mais treinadores portugueses, só depois dos primeiros 60. André Villas-Boas, com apenas dois anos de carreira como técnico principal, aparece melhor classificado que Fernando Santos e Domingos Paciência.

A lista dos melhores téncicos do século XXI, segundo a IFFHS:

1º- Alex Ferguson (Escócia): 166 pontos
2º- Arsène Wenger (França): 165
3º- José Mourinho (Portugal): 154
4º- Fabio Capello (Itália): 135
5º- Guus Hidding (Holanda): 112
6º- Carlo Ancelotti (Itália): 108
7º- Del Bosque (Espanha): 104
8º- Marcelo Bielsa (Argentina): 101
9º- Scolari (Brasil): 101
10º- Rafa Benitez (Espanha): 97

63º- Manuel José (Portugal): 20
76º- André Villas-Boas (Portugal): 17
99º- Domingos Paciência (Portugal): 12
99º- António Oliveira (Portugal): 12
145º- Fernando Santos (Portugal): 6

Desta vez José Mourinho ficou atrás de Pep Guardiola e Alex Ferguson

Pep Guardiola recebeu nesta segunda-feira o primeiro de melhor treinador do ano, prémio atribuído na gala da FIFA, em Zurique.

O técnico do Barcelona superou na votação os outros nomeados, José Mourinho (Real Madrid) e Alex Ferguson (Manchester United), sucedendo ao treinador português, que havia vencido o prémio referente a 2010, quando era treinador do Inter Milão.

Embora Mourinho não tivesse ganho desta vez o prémio, Guardiola deixou uma palavra a Mourinho: “Gostava de partilhar este prémio com José Mourinho e Alex Ferguson. E com todos os treinadores do mundo que gostam do jogo. Bem como aos que ajudaram a fazer do Barcelona um clube de excelência, da elite mundial”, disse o técnico.

O melhor golo, consagrado com o Troféu Puskas, foi atribuído ao brasileiro Neymar (Santos), em lance no qual ludibriou vários adversários – com uma tabela pelo meio – até colocar a bola no fundo das redes do Flamengo. Sucedeu a Cristiano Ronaldo (com um golo pelo Manchester United que eliminou o FC Porto no Dragão na Liga dos Campeões) e ao turco Altintop.

No melhor “onze” do ano, apenas os “red devils” Vidic e Rooney se intrometeram entre cinco jogadores do FC Barcelona e quatro do Real Madrid, um dos quais Cristiano Ronaldo.

No futebol feminino terminou o longo reinado da brasileira Marta, que após cinco troféus cedeu o lugar à japonesa Homare Sawa. A nova rainha mundial ajudou Norio Sasaki a ser o melhor treinador do ano depois de levar o Japão a um surpreendente título mundial: foi ultrapassando sucessivos obstáculos até vencer na final os superfavoritos Estados Unidos.

Livro: “Mourinho nos Bastidores das Vitórias” já á venda

O livro “Mourinho, nos bastidores das vitórias”, da autoria dos jornalistas Luís Miguel Pereira e Nuno Luz, contém testemunhos de muitos dos que privaram com o treinador português, já está à venda.

A obra, que está nos escaparates em Espanha, analisa a carreira do atual treinador da equipa de futebol do Real Madrid sob o olhar dos que trabalharam com José Mourinho, como os presidentes de FC Porto, Pinto da Costa, Inter de Milão, Massimo Moratti, e Real Madrid, Florentino Perez, ou os seus adjuntos.

Cristiano Ronaldo, Javier Zanetti, Marco Materazzi, Frank Lampard, John Terry, Didier Drogba, Jorge Costa ou Vítor Baía são alguns dos jogadores que dão os seus testemunhos.

“Este livro é fiel à realidade porque conta com aqueles que me conhecem verdadeiramente: os meus jogadores”, refere Mourinho na capa do livro.

Mas também há nomes de adversários como Alex Ferguson ou Jose António Camacho, que mostram Mourinho pela ótica dos adversários, ou como as antigas estrelas do futebol mundial Zico e Maradona.

Este livro surge na sequência do documentário “José Mourinho, o melhor treinador do Mundo”, de Nuno Luz que já tínhamos abordado aqui.

José Mourinho igualou ontem o recorde do lendário Muñoz

José Mourinho igualou ontem o recorde do lendário Muñoz

O Real Madrid de José Mourinho, 50 anos depois, igualou o recorde de Miguel Muñoz, conseguindo 15 vitórias seguidas. No entanto, Mourinho poderá bater este recorde já no sábado e logo frente ao Barcelona de Pep Guardiola. Na época 60/61, o registo do técnico espanhol Miguel Muñoz foi apenas no campeonato, enquanto o do técnico português José Mourinho inclui Liga (10 jogos) e Liga dos Campeões (5).

Além disso, foi a primeira vez que o Real Madrid ganhou 6 jogos seguidos nas competições europeias. No entanto, esta não foi a primeira vez que José Mourinho atingiu este feito, pois já tinha conseguido 6 vitórias consecutivas na Liga dos Campeões há duas épocas pelo Inter de Milão.

O Real Madrid tornou-se ontem, depois da vitória frente ao Ajax, o 5º clube a terminar a fase de grupos só com vitórias, após Milan (92/93), PSG (94/95), Spartak (95/96) e Barcelona (2002/2003).

Importa realçar que destes clubes, nenhum deles foi campeão europeu quando alcançaram esses resultados.

Será que José Mourinho será o primeiro a ganhar todos os jogos da fase de grupos e a sagrar-se campeão europeu?

Deixem a vossa opinião!

Mourinho: ” É sempre melhor ir à frente”

Mourinho: ” É sempre melhor ir à frente”

José Mourinho compareceu na conferência de imprensa antes do treino em Valdebebas. O técnico português confirmou que Arbeloa irá ficar de fora do jogo contra o Sporting de Gijón, anunciou que Kaká irá estar no banco de suplentes e insinuou que Nuri Sahin irá ser titular para colmatar a baixa de Xabi Alonso por ter atingido o número máximo de cartões amarelos.

Mourinho afirmou que “É melhor ir à frente da tabela classificativa, dá-te uma pequena margem de erro e reduz a pressão sobre os jogadores”.

Gerard Piqué foi sancionado apenas com um jogo, depois de ter forçado o cartão amarelo no último jogo para “limpar” os cartões que tinha, permitindo assim jogar no próximo dia 10 contra o Real Madrid.
Ao contrário do que se esperava, José Mourinho não se manifestou relativamente a esta decisão e pediu a opinião aos que considera serem os especialistas sobre o assunto. ” A minha opinião não é importante, o mais importante são as opiniões dos juristas, de vozes autorizadas do mundo do desporto como Platini, Blatter, Collina e a imprensa… Esses é que são os especialistas”.
Já Guardiola, mostrou um mal-estar com a atitude de Gerard Piqué: “Se não sabia, agora já sabe a regra. O Comité decidiu assim, mas se fossem dois jogos aceitaríamos também. As imagens falam por si”.

José Mourinho tratou também de esclarecer que o clássico de dia 10 frente ao Barcelona, é um assunto que neste momento não lhe interessa ” Temos três pontos a mais que o segundo, não seis. O que nos motiva é o jogo de hoje, tentar ganhar. Sabemos como são os campeonatos, e é normal para uma equipa que está a a ganhar constantemente, pode ser derrotado ou empatar. Quando esse dia chegar não faremos um drama. Temos que tentar ganhar para chegar ao clássico com 3 pontos de vantagem”, atirou Mourinho de 48 anos.

“Temos trabalhado bem durante a semana, uma semana atípica, pois não é normal termos tanto tempo para trabalhar. O que todos sabemos é que o Xabi Alonso é muito importante para a equipa, mas não vai jogar, e terá que jogar outro, que também é bom, como são todos os jogadores do Real Madrid.”

Desta forma, o Special One descartou que o jogo de hoje frente ao Sporting de Gijón seja uma prova para preparar o clássico de dia 10 de Dezembro frente ao Barcelona: ” Não penso nesse jogo ainda. Penso no Gijón e no Ajax, porque dar descanso a alguns jogadores, e proporcionar minutos a alguns jogadores que merecem que não têm jogado muito. Esta semana preparámos o jogo contra o Sporting de Gijón, não o do Barça”.

O técnico português espera um Sporting muito agressivo: “Contra o Atlético não houve agressividade, agressividade é outra coisa e eu gosto. Sabemos que nos espera um jogo difícil. A época passada foi complicado ganhar, como outras vezes no passado. Mas aconteça o que acontecer, ficaremos tranquilos”.

José Mourinho eleito Estrela Rock 2011 pela Rolling Stone

José Mourinho eleito Estrela Rock 2011 pela Rolling Stone

José Mourinho, treinador português do Real Madrid, foi eleito a estrela rock de 2011 para a edição espanhola da revista Rolling Stone, que traz na capa o melhor treinador do mundo com ar sisudo, numa ilustração.

Segundo a publicação, o técnico português merece o título pela sua “arte maquiavélica de conseguir irritar toda a gente”.

Lê-se ainda na revista: “Essa é a ciência em que ele é especialista e muito. “A atitude desafiante, a sua faceta polémica, a impertinência e a atitude provocadora” são alguns dos motivos pelos quais a Rolling Stone espanhola elegeu Mourinho para a última capa do ano.

Noel Gallagher, ex-guitarrista dos Oasis e seguidor apaixonado de futebol, deixou-se fotografar com a revista e declarou: “Gostava de dar um beijo ao Mourinho. E a minha mulher também”.

Samuel Eto’o: “Mourinho transforma jogadores medíocres em estrelas”

O atacante camaronês Samuel Eto’o, actualmente a actuar no Anzhi, teceu esta Terça-Feira em Angola rasgados elogios a José Mourinho, com quem trabalhou anteriormente no Inter de Milão: “É um treinador que é capaz de transformar jogadores medíocres em estrelas. Mentalmente é fabuloso! É um lutador e um vencedor nato e, além disso, é uma pessoa muito boa, diferente da imagem que a imprensa por vezes passa dele”, disse Samuel Eto’o que deixou a Inter para jogar pelo Anzhi, da Rússia, e se tornar o jogador mais bem pago do mundo.

“Gostei muito de trabalhar com ele. Técnica e tacticamente é um dos melhores treinadores do mundo. Quando nos encontrámos, no Inter, correu tudo muito bem. Estou muito agradecido pela oportunidade que me deu, não só de ser o jogador que sou, mas também por beneficiar da sua experiência. Sempre lhe estarei agradecido.”

Estas declarações foram feitas em Luanda, durante a conferência de imprensa que lançou o jogo particular em que Eto’o participará quarta-feira com o objectivo de angariar receitas para beneficência: “Amigos de Eto”o” contra “Amigos de Akwá”.

O internacional camaronês afirmou também que acredita que Leonel Messi será novamente eleito pela FIFA como o melhor jogador do mundo pelo terceiro ano consecutivo, superando desta forma o português Cristiano Ronaldo.

“Prefiro Messi. Do meu ponto de vista, Messi merece ganhar de novo o troféu, mas há outros jogadores, como Xavi e Cristiano Ronaldo, que também o poderão ganhar”, finalizou.

Melhor Treinador do Mundo 2010 [Vídeo]

José Mourinho é oficialmente o Melhor Treinador do Mundo 2010, o treinador português recebeu hoje mesmo o prémio em Zurique, classificando o momento como “histórico”! Desmentindo aqueles que diziam que Mourinho perderia a Bola de Ouro

É um troféu histórico para mim e para o futebol português”, afirmou o Special One.

Depois de Eusébio, Figo e Cristiano, tocou-me a mim. Já somos quatro. Para um país como o nosso é motivo de satisfação”, acrescentou Mourinho, aproveitando para esclarecer o motivo pelo qual discursou em português. “Os portugueses não têm tantas alegrias assim.

Mourinho reconheceu, por um lado, que lhe faltava este prémio, até porque “não existia”, e que é um troféu “marcante”, por ser a primeira vez que é atribuído.

Mas, por outro lado, também o desvalorizou: “Mais importante do que o troféu é ouvir palavras como as do Sneijder, Marcam mais do que troféus”, disse o treinador, referindo-se à declaração do médio holandês durante a gala (“foi um prazer trabalhar contigo. Para mim, és o melhor treinador do mundo”).

O treinador do Real Madrid fez ainda questão de salientar que “amanhã há treino e quinta-feira há jogo”: “Quem me conhece sabe que olho sempre para frente e não para trás.

Nas declarações em Zurique, já depois de ter recebido o prémio, Mourinho defendeu ainda que o galardão é uma homenagem ao seu título europeu: “O Inter foi um bocadinho injustiçado como campeão europeu por não ter tido nenhum jogador sentado nestas três cadeiras. Sabia que para a família interista tinha algum significado que o seu treinador recebesse a Bola de Ouro”, disse Mourinho, que se despediu descrevendo o troféu que levou para casa: “É pesadinho, bonito, mas o importante é o significado dele.

Vídeo – Entrega do prémio a Mourinho, o melhor treinador do mundo 2010


">

Real Madrid

Notícias – José Mourinho

Comentários Recentes