Archive | Liga Espanhola RSS feed for this section

Clube Chinês oferece 360 mil euros por semana a Mourinho

José Mourinho é o nome eleito pelo clube da China, Shanghai Shenhua, para orientar a equipa na próxima época.

O Shanghai Shenhua terá feito uma impressionante proposta salarial para convencer Mourinho a treinar a equipa, na qual Nikolas Anelka é a estrela número 1.

Segundo o jornal inglês “The Sun”, os responsáveis chineses prometeram ao treinador português um salário de 300 mil libras, cerca de 360.444 euros, por semana, livre de impostos.

As fontes disseram que Jose Mourinho irá rejeitar a proposta e adiantaram também que, o Shanghai Shenhua continua determinado em levar Didier Drogba para a China.

Mourinho escorrega frente ao Málaga (1-1)

O Real Madrid empatou esta noite em Santiago Bernabéu frente ao Málaga (1-1). O Málaga impediu assim que José Mourinho alcançasse a 11.ª vitória consecutiva na Liga Espanhola. O empate do Real Madrid com o Málaga reduz a vantagem da equipa de Mourinho sobre o Barcelona para oito pontos.

Karim Benzema marcou o primeiro golo da partida aos 35 minutos de jogo, depois de um cruzamento de Cristiano Ronaldo.

Cristiano Ronaldo, que facturou nos últimos sete jogos do Real Madrid, poderia ter batido mais um recorde pessoal, mas o guarda-redes do Málaga, Caballero, não deixou o internacional português marcar.

O Real geriu a vantagem durante todo o encontro, mas quando menos se esperava, no período de descontos, Cazorla marcou de livre, empatando assim a partida.

Mourinho e a final da Champions com o Barça: “Primeiro quero vencer os quartos, isso sim é o que desejo”

Mourinho afirmou que o Real Madrid não precisa de se preocupar com o rival Barcelona, porque a sua equipa está num bom momento, e que se continuarem assim, no final da temporada alcançarão o título da Liga Espanhola.

“Se quero jogar com o Barcelona na final da Champions? Primeiro quero vencer os quartos de final frente ao APOEL, isso sim é o que desejo. E quero também chegar dois anos seguidos às meias-finais da Liga dos Campeões, que há muitos anos que não conseguíamos. Quando cheguei ao Real Madrid não éramos cabeças de série. Neste momento estamos a recuperar o nosso estatuto. O passo seguinte é chegar à meia-final, e se depois alcançarmos a final teremos muito tempo para falar”, afirmou o treinador português na conferência de imprensa de antevisão ao jogo deste fim de semana contra o Málaga.

A equipa do APOEL, onde jogam 4 portugueses, Nuno Morais, Paulo Jorge, Hélder Sousa e Hélio Pinto, é o adversário do Real Madrid nos quartos-de-final da Liga dos Campeões. Mourinho disse conhece bem esta equipa, e por isso não a irá subestimar.

“Nesta etapa da Champions, falar de equipas mais ou menos fortes não faz sentido. Temos que respeitar o adversário que nos saiu, ainda que não tenha a história de outros clubes nesta prova. Joguei com eles há três anos, quando estava no Inter de Milão e estavam ao nível Europeu. Esta temporada o APOEL fez uma fase de grupos excelente, contra equipas que não eram fáceis. O Porto e o Shaktar foram eliminados, e nos oitavos de final eliminaram o Lyon. Claro que não vou ser hipócrita, é um adversário que à partida tem menos poderio e estatuto que outros, mas é uma equipa que está com mérito nesta fase e que eu respeito profundamente. Quando orientava o Inter e defrontámos o APOEL, marcámos no minuto 93, perdíamos por 2-1 e marcámos sem merecer. É uma eliminatória que não vai ser fácil”, afirmou José Mourinho.

Apesar da vantagem de 10 pontos que o Real Madrid leva sobre o Barcelona, Mourinho recordou que nada está ganho
“Estamos numa fase que apenas dependemos de nós. No ano passado, pensávamos em nós e com quem jogava o Barcelona, se empatava ou perdia, esperando, esperando e esperando que eles derrapassem. Agora só dependemos de nós. Também na última época, por esta altura, estávamos quase a ganhar a Taça do Rei, mas neste momento, ainda não estamos prestes a ganhar nada. Estamos bem mas não temos ainda nada”, sublinhou Mourinho.

Mourinho vence no seu jogo 100 ao serviço do Real Madrid, frente ao Betis (3-2)

José Mourinho venceu ontem no seu 100º jogo oficial ao serviço do Real Madrid, frente ao Bétis de Sevilha (3-2), na 27.ª jornada da Liga espanhola. Gonzalo Higuaín e Cristiano Ronaldo (bis) foram os marcadores de serviço do Real Madrid, que passaram a ter 77 por cento de triunfos na “era” Mourinho, números nunca observados, para os primeiros 100 jogos de um técnico, no melhor clube do século XX.

Na conferência após o jogo, José Mourinho reconheceu o bom jogo que o Betis realizou frente ao Real Madrid e até afirmou que o resultado mais justo seria o empate.

“Foi jogo sem controlo de nenhuma das equipas e que não se sabe como acaba. As vezes é melhor defender e ter o controlo, mas nenhuma das equipas foi defensiva. O jogo esteve cheio de bolas perdidas e muito bom para as transições ofensivas. Um empate teria sido o mais justo. Podia ter sido um 2-4 ou um 4-4. O Bétis não é um grande mas joga para o espectáculo, para encantar os adeptos como fez na Taça com o Barcelona. A filosofia do seu treinador é fantástica”, reconheceu Mourinho.

Quando um jornalista lhe perguntou sobre a possível grande penalidade de Sérgio Ramos perto do final da partida, Mourinho disse: «Estava muito longe para ver. Nem sequer vi o segundo golo do Bétis. Tanto Iturralde como o seu substituto (o árbitro principal lesionou-se e foi substituído pelo quarto árbitro) adaptaram-se às características do jogo. Colaboraram no fantástico jogo que vimos”, conclui Mourinho.

Mourinho cumpre jogo 100 ao serviço do Real Madrid

José Mourinho cumpre hoje o jogo 100 ao serviço do Real Madrid em jogos oficiais frente ao Betis de Sevilha.

Mourinho falou sobre o momento que está a viver: “Tinha assumido que em alguma fase da minha carreira iria treinar o Real Madrid para sentir que estive no maior clube do mundo. É uma experiência positiva e inesquecível. É fantástico e está a transformar-me num profissional melhor”, afirmou ontem o Special One.

Neste momento o Mourinho conta com 76 vitórias, 13 empates e 10 derrotas em partidas oficiais pelo Real Madrid.
Mourinho deu a entender que não irá sair do Real Madrid no final da época: “No clube apoiam-me a 100%. Sinto confiança e temos um projeto em comum. Dos adeptos não me posso queixar, não lhes peço nada para mim mas para a equipa.”

Segundo um inquérito realizado pelo Jornal Espanhol “Marca”, Mourinho foi eleito o segundo melhore treinador de sempre do Real Madrid, ficando à sua frente Vicente Del Bosque. Questionado sobre este facto, Mourinho minimizou este assunto: “Não fiz nada para merecer tanto. Temos bons números, no entanto existem treinadores que alcançaram coisas mais importantes do que eu. Quero números ainda melhores e que se transformem em títulos”, afirmou o treinador português.

Sobre os 10 pontos de vantagem que o Real Madrid tem sobre o Barcelona, Mourinho disse: “Quero pensar que vamos ganhar, mas se não vencermos é porque o Barcelona fez uma fase final espectacular e porque nós não fomos capazes de manter a mesma ambição”.

Relativamente às queixas de arbitragem que o Barcelona tem feito, Jose Mourinho recordou o passado: “Lembro que não falavam disso e afinal até falam. Não sou perfeito porque critiquei os árbitros e, algumas vezes, com palavras fortes. Mas há outros que vendem uma imagem diferente da minha e no fim somos todos iguais”, concluiu Mourinho.

Manuel Preciado: “José Mourinho é número 1”

O treino do Real Madrid desta quarta-feira teve uma visita algo inesperada, já que há um ano era impossível de imaginar tal acontecimento, e muito menos as declarações que Mourinho foi alvo desta vez. Manuel Preciado esteve presente no treino do Real Madrid e visitou José Mourinho. O antigo treinador do Sporting Gijón até abraçou o treinador português.

Longe vão os tempos das muitas picardias que Preciado teve com Mourinho. O antigo treinador do Sporting de Gijón chamou “canalha” a Mourinho na sua primeira época ao serviço do Real Madrid, mas agora não pára de o elogiar.

“Neste momento eu e José Mourinho temos uma relação magnífica. Estou muito agradecido pelo comportamento que Mourinho teve comigo e ele também me tem muito afecto. É um grande treinador, o número 1”, afirmou Manuel Preciado.

Manuel Preciado enalteceu o percurso do Real Madrid esta época, no entanto frisou que apesar dos 10 pontos de vantagem sobre o Barcelona, a Liga “nunca pode ser dada como certa”. Quanto à Liga dos Campeões, Preciado vê o Real Madrid a chegar “muito, muito longe”.

Real Madrid de Mourinho goleia em casa o Espanhol por 5-0

José Mourinho continua em grande nível rumo ao título da Liga Espanhola. Esta noite o Real Madrid venceu em casa o Espanhol por 5-0, num jogo onde a equipa de Mourinho dominou por completo.

Parece que as declarações de Mourinho desta semana (“só um treinador estúpido venderia Higuaín”) motivaram o avançado argentino que apontou 2 golos, coisa que já não acontecia desde Janeiro. Cristiano Ronaldo marcou o primeiro golo do encontro e já conta neste momento com 30 golos na Liga. Impressionante!

Cristiano Ronaldo e Ricardo Carvalho foram os portugueses titulares na equipa do Real Madrid, e foi o inevitável Ronaldo que abriu o marcador logo aos 15 minutos de jogo.

O segundo golo aconteceu aos 38 minutos, depois de uma bela jogada do ataque da equipa de Jose Mourinho, em que Kedhira finalizou da melhor maneira.

O Real entrou ainda mais forte na segunda parte e aos 46 minutos Gonazalo Higuaín marcou o terceiro golo do jogo.

Aos 61 minutos chegou o quarto golo, com Cristiano Ronaldo a passar para a direita, onde apareceu Kaká que meteu a bola no poste mais distante. Aos 77 Higuaín voltou a facturar chutando após passe de Kaká da esquerda.

O Real Madrid de José Mourinho mantém assim a vantagem de 10 pontos sobre o Barcelona de Pep Guardiola.

Mourinho não explica as razões que o levaram a Londres

Na conferência de imprensa de hoje, antes do jogo de amanhã entre o Real Madrid e Espanhol, José Mourinho abordou o tema sobre a sua ida a Londres. No entanto, Mourinho não deu nenhuma explicação sobre o assunto:

“Da minha vida privada não tenho que dar justificações a ninguém. Mesmo assim, quando algum de nós sai de Madrid informa sempre o clube, mas apenas por cortesia. Saí da cidade no meu último dia livre e informei isso ao presidente, como também ao diretor geral”, afirmou Mourinho.

“Aos jornalistas não tenho de pedir autorização nem de avisar o que quer que seja. O que faço ou deixo de fazer é problema meu. Na próxima segunda-feira vou sair novamente e não vou escrever nenhuma carta a pedir-vos (jornalistas) permissão”, continuou Mourinho.

Mourinho também abordou a liderança de 10 pontos que o Real Madrid tem sobre o rival Barcelona: “Quando dizemos que só a matemática é definitiva em futebol, até parece que é uma coisa antiga e repetitiva. Mas a verdade é que também é eterna”, vincou o treinador português.

Mourinho falou da ausência de Di María por lesão dizendo que “é um jogador demasiado importante”, e aproveitou para elogiar Granero: “Joga pelo seu carácter, por ter uma personalidade especial e por ser um jogador que o Real não pode perder nunca. Deve ficar aqui toda a sua carreira. Nunca me deixa ficar mal.”

Sobre os rumores sobre a eventual saída de Gonzalo Higuaín, Mourinho foi directo: “Só um treinador estúpido deixaria sair Higuaín. É um dos melhores avançados do mundo, sendo importante para mim e para o Real Madrid”, conclui José Mourinho.

Mourinho alcança outro feito histórico ao serviço do Real Madrid

Com o triunfo alcançado ontem no campo do Rayo Vallecano (0-1), Mourinho tornou-se no treinador que conseguiu atingier mais rapidamente as 50 vitórias na Liga Espanhola.

Embora José Mourinho tenha afirmado recentemente que o seu objectivo não é bater recordes, a verdade é que eles surgem uns atrás dos outros e parece que não vão acabar.

Mourinho atingiu as 50 vitórias em apenas 62 jogos, marca recorde nos 84 anos de Liga Espanhola.

Jose Mourinho ao atingir este feito, superou as marcas de Johan Cruyff e Fabio Capello.

Real vence Rayo (1-0) e Mourinho elogia equipa adversária

O Real Madrid orientado pelo português José Mourinho venceu em casa do Rayo Vallecano por 1-0, jogo a contar para a 25ª jornada da Liga espanhola, através de um golo de calcanhar de Cristiano Ronaldo.

No final do encontro Mourinho admitiu que pelo que o Rayo Vallecano fez na partida, os mesmos não mereciam perder: “Fizeram um trabalho excelente e por isso o mais justo teria sido o empate”.

No entanto, Mourinho elogiou também a sua equipa: “É um campo muito difícil, mas os jogadores adaptaram-se bem e deram tudo em campo”, afirmou o treinador português.

“O técnico do Rayo Vallecano, por quem tenho uma grande estima, é muito ofensivo e não tem medo de perder os jogos, o que tornou a nossa vitória muito complicada hoje. O Rayo mesmo depois de estarem a perder por 1-0, continuaram sempre a acreditar e a criar oportunidades e criar dificuldades ao Real Madrid”.

Mourinho considerou também “muito bons” os adeptos do Rayo Vallecano pela atitude que tiveram ao longo do jogo, sempre a apoiar a sua equipa.

No final da conferência de imprensa, Mourinho lamentou o número de adeptos do Real Madrid a assistir ao encontro: “É pena que tenhamos jogado em Madrid e só tivessem estado cerca de 300 adeptos do Real Madrid. Percebo que não vão a Bilbau ou Málaga, mas aqui? Acho que têm de dar um pouco mais”, manifestou o técnico Jose Mourinho.

">

Real Madrid

Notícias – José Mourinho

Comentários Recentes